A famosa geração Millennial compreende aqueles nascidos entre 1981 e 1999. Embora existam pequenas diferenças entre as fatias mais velha e mais recente deles, a estética por trás desses jovens é bastante definida. Confira agora algumas ideias de decoração que podem trazer um novo frescor ao ambiente.

Antes de mais nada é importante notar que muitas das tendências de decoração dos últimos anos foram lançadas, sem querer, pelos Millennials. Existe até mesmo o tom rosa millennial, que de tanto adotado por essa tribo acabou ganhando o nome deles.

Veja a seguir o que você vai encontrar ao entrar na casa de um jovem de até 35 anos.

Decoração Millennial: O Resgate das Raízes

decoração millennial

Sim, os millennials são os que mais impulsionam toda essa tendência de volta à natureza e resgate das raízes. Nascidos em grandes centros urbanos, eles buscam na ancestralidade uma fonte de um significado maior para as próprias vidas.

Portanto espere a adoção de tons terrosos, amarelos fortes, artesanatos de povos originais e, é claro, muitas plantas. Principalmente em apartamentos. Espécies pendentes seguradas por alças de macramê e grandes costelas-de-adão são uma marca registrada dessa decoração jovem.

O uso de móveis de segunda mão também é bastante presente. Mas eles não entupirão os cômodos. Repare que sempre haverá um bom espaço de circulação, que muitas vezes é utilizado para praticar yoga em casa ou meditação.

Millennials Nômades: os Instagramáveis

Evidentemente essa geração não é homogênea. Há uma grande população de millennials que enfatiza outros aspectos de sua geração.

A sede por natureza e cultura muitas vezes se manifesta numa insaciável busca por viagens. Mas não as tradicionais apenas. Destinos exóticos como na América do Sul, Ásia e África estão em alta, e muitas fotos postadas no Instagram acabam decorando também a casa.

Veja também:  Ducha ou chuveiro, qual escolher?

decoração millennialAliás, existe uma preocupação de que pelo menos algum cômodo seja isso: bem visual, bem “instagramável”. Afinal, muitos millennials passam horas em chats tipo Skype ou gravando vídeos para as redes sociais. Há de se ter um fundo bem arranjado.

E aí entram os tons mais claros, como o já citado rosa millennial, o “neo mint” (candidata a cor do ano para 2020), o azul céu e o lilás. Isso faz parte da estética da unicórnio, onde reinam tecidos furta-cor e estampas degradés ou de arco-íris.

Entre os metais, o cobre rosado é de longe o mais querido. Eles estão presentes em abajures, cestos de lixo e em estruturas de vasos de plantas.

Como eles também não possuem o sonho da casa própria – preferem viver de aluguel para poder se mudar de tempos em tempos para outras cidades – os móveis costumam ser leves, modulares e fáceis de transportar.

Millennials se inspiram bastante no ar clean da decoração escandinava.

Casa dos Pais ou Co-Living?

Como sabemos, os jovens levam cada vez mais tempo para sair da casa dos pais. Portanto, essas tendências podem se resumir a apenas um quarto.

decoração millennialE quando os millennials decidem sair de casa, em geral é para dividir uma casa ou apartamentos maiores com outros – o chamado co-living.

Então essas estéticas se equilibram nas áreas comuns, como sala, cozinha e banheiros. Afinal, cada millennial tem sua própria referência, e a decoração geral é um pedacinho de cada um. Vira uma bela colcha de retalhos entre o raíz e o clean.

Alguns desses coletivos de moradores contam até mesmo com um cômodo para co-working. Ali, quem trabalha à distância pode compartilhar o espaço com outros na mesma situação.

Veja também:  Cozinhas pequenas: dicas e 100 ideias para aproveitar todo o seu espaço

Nesses co-livings é bem comum encontrar móveis e objetos feitos pelos próprios moradores, por conta da necessidade. Millennials são os principais adeptos do DIY (do it yourself, ou faça você mesmo).

O post Decoração Millennial: Vivendo Como a Nova Geração apareceu primeiro em FazFácil.

A Artcom Planejados agradece a sua visita!

Fonte: Site FazFacil