Foto: Reprodução / Landscape Architecture/ Brazil

Ter um jardim bonito é um sonho de quem tem uma área externa em casa. E para começar a moldar o seu jardim é importante ter uma boa base. A grama surge como o pano de fundo para depois começar a inserir e harmonizar com as flores e os arbustos.

Existem diversos tipos de grama e formas diferentes para plantá-las e cultivá-las. De acordo com a mestre em Agroecologia Bruna Gasparotto, proprietária da empresa Flor de Quê, o importante é conhecer o espaço onde você deseja plantar e assim escolher qual melhor tipo se encaixa no local. “A segunda etapa do plantio é saber qual o tipo de grama será plantada, para isso, deve-se saber qual sua finalidade, incidência de sol, chuvas e tipo de solo, por exemplo” esclarece Bruna.

Tipos de grama

Foto: Reprodução / Daniel Nunes Paisagismo

Os tipos de grama mais utilizados são a grama esmeralda, grama Santo Agostinho e grama São Carlos ou curitibana. Cada uma apresenta uma peculiaridade diferente e se adaptam melhor a determinados locais. Conhecendo cada uma fica mais fácil decidir qual grama é a ideal para o seu jardim.

  • Grama Esmeralda: este tipo de grama é mais utilizada em campos esportivos e playgrounds por se adaptarem melhor em locais ensolarados. “A grama esmeralda (Zoysia japonica), que possui folhas estreitas, pontiagudas e pequenas e com coloração verde intensa (por isso recebe esse nome popular) é muito utilizada para campos esportivos, playgrounds, condomínios e plantadas em locais ensolarados.” explica a engenheira agrônoma.
  • Grama Santo Agostinho ou grama inglesa: essa grama se adapta melhor em ambientes com pouco sol e temperaturas mais altas, como esclarece Bruna, “a Grama Santo Agostinho ou grama inglesa (Stenotaphrum secundatum), possui folhas de comprimento médio a largo, lisas e sem pelos e de coloração verde-escura é bastante utilizada para jardins residenciais de praias, pois não necessita de sol pleno e não tolera temperaturas muito frias”.
  • Grama São Carlos ou Curitibana: essa é a grama mais popular para jardins porque se adapta a ambientes de sol e sombra, como especifica a mestre em Agroecologia. “A Grama São Carlos ou curitibana (Axonopus compressus) possui folhas largas, lisas e sem pelos, de coloração verde vibrante, pode ser cultivada em sol pleno e à sombra. Devido a sua resistência a temperaturas frias e pragas, ela é muito utilizada no paisagismo residencial”.

Para escolher o tipo de grama que ficará melhor no seu quintal é importante analisar o clima, a temperatura e a incidência de sol no local desejado para começar o seu jardim.

Como plantar grama: passo a passo

Foto: iStock

Para plantar a grama, primeiro você deve escolher entre plantar a partir de sementes ou em placas. O plantio por sementes é mais barato, mas também, mais demorado.

De acordo com Bruna, o uso de placas é a forma mais rápida e eficiente. “As placas são gramas pré-cultivadas em um ambiente de condições ótimas para que a grama cresça forte e uniforme. São cortadas em placas, geralmente, de 50 cm x 50 cm e que podem ser colocadas diretamente na área de plantio.” explica ela.

1. Medir a área necessária

A primeira coisa que se deve saber é a metragem do espaço que você irá plantar a grama. Assim, você conseguirá identificar precisamente a quantidade de grama que será utilizada. Por isso, a engenheira explica que “a primeira etapa é saber a quantidade de grama necessária na área realizando a medição”.

2. Escolher o tipo de grama

Após identificar o quanto de grama será necessário, chega o momento de escolher qual tipo de grama plantar. Para definir o tipo de grama, é preciso conhecer o local e entender dos fatores climáticos, e também, saber qual finalidade ela terá, assim como elucida Bruna “para isso, deve-se saber qual sua finalidade (campo, paisagismo, fazenda), incidência de sol, chuvas e tipo de solo, por exemplo.”.

3. Preparar o solo

Para preparar o solo, remova substâncias que possam interferir no plantio, como mato, ervas daninhas, pedras e entulhos. Além disso, a mestre em agroecologia aponta o nivelamento e a adubação correta como partes importantes do processo. “A terceira etapa é a preparação do solo para receber a grama, como nivelamento e adubação necessária.”.

4. Plantar a grama

Por fim, é chegado o momento de realmente efetuar o plantio. As placas de grama devem ser alinhadas lado a lado para que enraízem e cresçam de forma uniforme. Bruna ainda salienta a importância da irrigação. “Logo após o plantio, é necessário irrigar bem a área de grama plantada”, dessa forma, a grama vai fixar no solo e crescer bonita e verdinha.

Plantar grama não é uma tarefa tão difícil, mas é preciso estar atento aos detalhes de cada etapa porque uma depende da outra. O sucesso do seu jardim verdinho depende da atenção que você vai dar para cada passo do plantio.

5 dicas de como cuidar da grama após o plantio

Foto: Reprodução / Paisagismo Ouro Verde

Depois que você plantou a grama, não ache que o trabalho acabou. Para ter um jardim bem bonito é preciso tomar os devidos cuidados para que a grama cresça linda e saudável.

  1. Cuide da irrigação: a grama precisa de água para poder crescer saudável e verdinha. A irrigação deve ser feita sempre que o solo estiver com pouca umidade ou quando as folhas mudarem de coloração. “Irrigação periodicamente, principalmente em épocas de clima mais seco e quente.”, explica Bruna.
  2. Pode regularmente: de acordo com a engenheira agrônoma, as podas devem ser realizadas quando a grama crescer mais que 5 cm de altura.
  3. Adube a área: a adubação é um cuidado que deve começar somente depois que a grama já estiver estabilizada. Bruna aponta que a adubação deve ser feia com matéria orgânica e que assim a grama vai continuar sempre bonita.
  4. Controle de pragas e ervas daninhas: é importante sempre observar se há a presença de ervas daninhas ou insetos no gramado. Para a retirada desses intrusos, a engenheira salienta a importância do acompanhamento profissional. “Observar se no gramado há presença de insetos e outras plantas (chamadas de plantas daninhas), para que sejam retirados do local.”.
  5. Evite pisar na grama: por fim, evite andar em cima da grama, assim, ela irá crescer uniformemente e ficará linda.

Plantar grama exige cuidados e atenção, o importante é seguir todas as dicas e prestar sempre atenção se ela está crescendo bem bonita e sem nenhum problema. E sempre que tiver alguma dúvida, contatar um profissional é sempre a melhor saída.

O post Como plantar e cultivar grama: passo a passo e 5 dicas valiosas apareceu primeiro em Tua Casa.

A Artcom Planejados agradece a sua visita!

Veja também:  Bicicletas: Equipamento e Manutenção nas Trilhas